// MODALISBOA MOVE Day_03

//Programa
12.00 – José António Tenente
15.30 – Ana Salazar
16.30 – Pedro Mourão
17.30 – White Tent
18.30 – Aleksandr Protich
19.30 – Lidija Kolovrat

21.00 – Lion of Porches
22.00 – Maria Gambina

Hoje o dia começou mais cedo que o costume… Ao meio-dia os desfiles começavam, com a apresentação das propostas de José António Tenente para a próxima estação. Sem um tema definido, José trabalhou no desenvolvimento de uma imagem descontraída, que vive de dualidades e contrastes, presentes tanto na silhueta (que oscila entre o oversize e o slimfit) como na definição do seu espírito (um misto entre casual e formal, que é conseguido através da sobreposição de peças em materiais distintos). A leveza de toda a colecção reflectiu-se também nos tecidos e nas cores escolhidas (areia, cinza e lilás com apontamentos de amarelo e laranja).


// Ana Salazar

Ana Salazar, “o guru da moda” nacional, deu continuidade à festa, apresentando “Outside in, Inside out”, assente na desconstrução e manipulação das formas. O desfile começou em silêncio (e assim permaneceu durante algum tempo) com a mostra de roupas em branco. Quando Ana entrou na passerelle com um rádio e o pousou no chão, começou a música e continuou o desfile da colecção (agora já em cor: sal, malva, moscatel e preto) de aspecto inacabado, em construção permanente. A maquilhagem dos manequins (feita com produtos L’oréal Professionel, como é anunciado pela senhora de voz monocórdica antes do início de tooooodos os desfiles) merece uma chamada de atenção: era forte, era preta!


// Pedro Mourão

Quem se seguiu foi Pedro Mourão com “Chocolate” (colecção masculina com cortes justos, em tons chocolate, na qual foi dado um ênfase especial às echarpes – bordadas a ouro, atenção!), e White Tent (trio de estilistas da nacionalidade birmanesa, russa e portuguesa, estreante na ModaLisboa), com uma abordagem primária à criação de vestuário; centrada na adaptação de formas geométricas ao corpo, a colecção predominantemente branca, preta e cinza, criou uma silhueta volumosa e distorcida conjugada com peças estruturadas. Desde já, os nossos parabéns pelo trabalho!


// White Tent


A areia, o sol e o calor foram temas comuns às colecções apresentadas por Aleksandar Protich e Lidija Kolovrat.


// Aleksandar Protich

As peças da autoria de Aleksandar oscilaram entre a rigidez estrutural e a fluidez das formas e apareceram numa paleta de cores terra, azuis e cobre. Leggings colantes e partes de cima estruturadas com volumes nas costas, para uma figura simultaneamente clean e arrojada.

Lidija propôs uma colecção masculina de silhuetas em movimento, adaptadas às condicionantes exteriores que serviram de base à conceptualização das peças.
O algodão e a seda foram materiais escolhidos por ambos os criadores. Sem dúvida, uma dupla de talentos em sintonia, que, a partir do desenvolvimento dos mesmos conceitos, criam trabalhos completamente distintos.


A seguir a Lion of Porches (a proposta comercial da noite, com uma colecção menos arrojada, mas ainda assim actual e elegante), a noite de moda (e que noite longa!) terminou bem com a subida à passerelle de Maria Gambina.


// Maria Gambina

A estilista portuense brindou-nos com “Love Match”, que pode resumir-se a três palavras: sport, clean e couture. Inspirada no ténis, Gambina recriou o clássico “pólo” (franzidos e plissados criam volumes exagerados nas mangas) e coordenou-o com gangas, numa apologia da atitude “urban chic”. Tecidos leves em cores discretas (branco, salmão, verde e preto) dão corpo a peças minuciosamente construídas e sempre com o pormenor e o detalhe a que a estilista nos habituou.

E a seguir cambaleámos até casa!...

Dia 03 – Over!


1 comment:

Hugo said...

Como sempre, a colecção da Gambina deixa-me com esta vontade de querê-la toda para mim! Bela paleta de cores e reinvenção de polos.
Adorei...